Alimentação e Saúde

Diastema: descubra o que pode causar

84 / 100

O diastema, também conhecido como dentes separados, é comum em uma parte da população e pode ser visto como algo prejudicial à saúde bucal. 

Existem diversos casos, em que o indivíduo pode se incomodar com o sorriso separado, e tentar buscar a causa e um tratamento para o fechamento desses dentes. 

Geralmente, é usado aparelhos ortodonticos para tratar o problema, como os alinhadores invisíveis, por exemplo. 

Caso queira entender mais sobre o que é o diastema e quais são suas causas, continue a leitura para mais informações. 

O que é diastema?

O diastema é o espaçamento entre os dois dentes da frente, conhecidos também como os superiores de cima. 

Esse problema pode afetar tanto crianças como adultos. No caso dos pequenos, devido a nova dentição permanente, esse espaçamento tende a fechar. 

Nos adultos, pode-se ocorrer algumas intervenções para fechar os dentes, isso caso incomode o indivíduo ou esteja afetando a sua saúde bucal.

Quando a autoestima é afetada, muitos buscam uma solução e o aparelho invisível tem sido um dos mais procurados para resolver o diastema, devido ao fato dele ser discreto e de fácil utilização. 

Quais são as causas do diastema? 

Para que ocorra o diastema, muitas causas podem estar relacionadas, como a diferença de tamanho entre os dentes e a mandíbula, por exemplo. 

Com isso, gera-se uma abertura nos dentes superiores da frente, que pode ser visto como um charme ou até mesmo um fator que atrapalha na autoestima do indivíduo.

Sabendo disso, as maiores causas que podem acometer o diastema, são: 

  • Retração gengival;
  • Uso de chupeta na infância;
  • Freio labial longo;
  • Língua presa;
  • Uso da mamadeira; 
  • Chupar os dedos (bebês e crianças);
  • Doenças periodontais. 

Uma das maiores causas do diastema está relacionado aos maus hábitos na infância, em que a criança acaba tendo uma mania de usar mamadeira, chupar os dedos e ter o vício de estar sempre com uma chupeta. 

Esses hábitos geram problemas na arcada dentária, prejudicando toda a vida adulta. 

Outros fatores que contribuem para o diastema são a língua presa, o freio labial maior, a retração gengival e as doenças periodontais em que pode ter um espaçamento nos dentes. 

Nesses casos, é muito comum recorrer ao aparelho dentário invisível para fechar esse espaço. 

Quais são os riscos da diastema?

Embora seja pouco falado, o diastema, além de prejudicar a autoestima do paciente devido aos dentes separados, pode também levar a alguns riscos, principalmente na infância, sendo os principais: 

 

  • Má oclusão dentária;
  • Prejudicar a fonação;
  • Prejudica a formação da voz da criança;
  • Prejudica a mastigação.

 

A má oclusão pode causar outras inúmeras adversidades, afetando até mesmo o sistema digestivo e causando problemas na fala. 

Na infância, o desenvolvimento da fala é muito importante e o diastema pode contribuir com uma má fonação e na mastigação. 

Quando isso acontece, é essencial buscar atendimento de um fonoaudiólogo para auxiliar na fala da criança, trazendo um bom desenvolvimento vocal. 

Outro ponto é estar sempre levando-as para um acompanhamento dentário. Assim, o profissional poderá indicar a melhor opção de tratamento precoce, auxiliando na vida adulta. 

Quais são as formas de tratamento da diastema?

O tratamento irá depender de várias razões, por exemplo, quando o diastema está prejudicando a saúde bucal de alguma forma ou afetando a autoestima de algum indivíduo.

Sendo assim, para que haja a correção do espaço entre os dentes, existem diversos tipos de tratamentos, em que os principais são: 

  • Tratamento ortodôntico, como o aparelho ortodôntico invisível;
  • Cirurgias para redução do freio labial;
  • Uso de resina para fechar o diastema;
  • Tratamento de facetas de porcelana; 
  • Colocação de próteses ou implantes nos espaços.

Tratar o diastema pode ser algo simples, visto que com a resina, o dentista pode aplicar nos espaços entre os dentes, dando uma aparência totalmente nova. 

Entretanto, é importante salientar, que será preciso de um pequeno espaço para que o indivíduo possa fazer o uso do fio dental e retirar o acúmulo de alimentos, evitando doenças bucais, como a cárie, gengivite e a periodontite. 

Quando o diastema não está prejudicando a saúde bucal e apenas está interferindo na aparência do sorriso, é recomendado as facetas de porcelana ou as lentes dentais. 

Outra forma que é comum para o fechamento do diastema é o uso de aparelhos ortodônticos, que podem variar, sendo os mais comuns, o fixo ou o móvel. 

Com isso, tem sido muito procurado o aparelho invisível preço acessível, o que pode melhorar o sorriso e os problemas que afetam a fala e a mastigação. 

Agora que você já sabe as causas do diastema e quais são os melhores tratamentos para o problema, procure um dentista e veja qual a melhor solução para o seu caso.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

About the author

Anima Site